Milei chega ao Brasil, é recebido por Bolsonaro em SC, mas não se encontrará com o presidente Lula

Por Repórter Jota Silva
Presidente da Argentina, Javier Milei e o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) na Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC)

O presidente da Argentina, Javier Milei, chegou ao Brasil neste sábado (6) para participar da Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC) e foi recebido, em Balneário Camboriú (SC), na última noite, pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e os governadores de Santa Catarina, Jorginho Mello (PL), e São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos).

É a primeira vez que o chefe de Estado argentino visita o Brasil, mas ele não se encontrará com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Em seu perfil no X (antigo Twitter), Milei chegou a compartilhar uma publicação que ressalta que o presidente da Argentina foi recebido por Bolsonaro e diz que “veremos Lula chorando a semana toda”, fazendo uma provocação ao petista.

A tensão entre Milei e Lula começou ainda em 2023, durante a campanha eleitoral na Argentina, quando o argentino se referiu ao presidente brasileiro como comunista e corrupto.

Na última semana, Lula disse que Milei deveria pedir desculpas ao povo do Brasil e a ele. O presidente argentino respondeu chamando o petista de “esquerdista com o ego inflado”.

A Conferência de Ação Política Conservadora ocorre nos dias 6 e 7 de julho no Expocentro Balneário Camboriú. Em rápido discurso na abertura do evento no sábado, Bolsonaro afirmou não ter “ambição pelo poder”, criticou a “grande imprensa” e declarou estar à disposição para uma sabatina com duas horas de duração, “ao vivo, sem edições”.

A CPAC se apresenta como “o maior e mais influente encontro de conservadores do mundo”. O CEPAC Brasil está em sua quinta edição.