Gestão integrada de saúde melhora custos e produtividade

Por Redação Saiba Já News
Gestão integrada de saúde melhora custos e produtividade

No balanço financeiro do ano passado, as empresas do setor de saúde apresentaram resultados financeiros abaixo do esperado, principalmente as de grande porte. Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), de janeiro a setembro de 2022, as operadoras médico-hospitalares registraram resultado líquido negativo de R$ 3,4 bilhões. A sinistralidade acumulada passou de 88,84% no 2º trimestre de 2022 para 90,30% no terceiro trimestre. Esses números indicam que 90% do que foi arrecadado com os planos foram gastos com assistência à saúde. As informações são da Agência Brasil.

Os altos custos dos planos de saúde corporativos estão em constante análise nas grandes corporações, uma vez que representam o segundo maior gasto das companhias, atrás apenas da folha de pagamento. Diante de um cenário que exige melhor administração dos recursos financeiros, muitas empresas perdem milhões de reais com a má gestão dos planos de saúde que são oferecidos aos colaboradores como benefícios. Essas informações foram observados e analisadas pela Safe Care

“O problema maior é que as empresas não administram saúde como negócio, e sim, olhando apenas para o impacto imediatista financeiro. O objetivo é ter uma gestão completa para ganho de produtividade e eficiência, evitando impactos futuros”, afirma Karen de Boer, diretora operacional da Safe Care, empresa especializada na área de gestão de benefício saúde.

E é neste campo de oportunidades que existem empresas focadas na gestão 360º de saúde, com alto investimento em novas tecnologias, implementação de programas de saúde, e que vem contribuindo fortemente para mudar esse cenário, colocando o RH como centro da estratégia, minimizando o seu operacional e trazendo benefícios claros financeiros.

Tecnologia

A adoção de indicativos de gestão de saúde no ambiente de trabalho, com o uso de tecnologia e softwares, como o Facility Safe e o B.I. Safe Health, têm papel relevante para as empresas adotarem medidas assertivas nas tomadas de decisão. Trabalhar com inteligência de dados é uma realidade que traz impactos positivos em todo o ecossistema de gestão de saúde dentro das companhias, pois impactam todas as variáveis; desde o entendimento de medidas de bem-estar a serem implementadas às questões de auditorias de custos médicos, impacto financeiro, absenteísmo e índices de sinistralidade. “Sem tecnologia é impossível controlar todas as variáveis, entendê-las e tomar medidas corretas e assertivas”, diz Karen de Boer.

Ela explica que cruzar dados e interpretar todas as movimentações relacionadas à saúde dos colaboradores de uma empresa, por meio de um sistema de gestão, é crucial para a adoção de medidas que tragam retorno concreto. “A gestão da saúde é essencial no controle de gastos, na identificação de abusos e ainda é eficaz ao oferecer indicativos que permitam corrigir rotas e promover medidas preventivas inclusive de saúde e bem-estar dos funcionários; estimulando ações como programas de saúde mental e física, entre outras alternativas que os impactam positivamente”, finaliza.

Sistema Integrado de gestão

A Safe Care criou um sistema integrado de gestão 360 para detectar falhas no uso do benefício, melhorar a produtividade do colaborador e garantir economia. Sua implementação em uma das empresas atendidas pela Safe Care, permitiu identificar abusos na utilização do plano por parte dos funcionários e que estavam aumentando substancialmente os índices de absenteísmo da companhia.

Karen conta que os colaboradores apresentavam atestados de consulta particular, mesmo com o benefício saúde concedido pela corporação. Na auditoria feita pela Safe Care foram identificados mais de 1.500 dias de atestados, gerando em torno de R$ 500 mil de prejuízo à empresa, provocado pela ausência do funcionário e pela baixa produtividade.

Na maioria dos casos, tratavam-se de funcionários que tentavam ‘ganhar’ períodos de descanso usando a rede médica particular. Com recursos de auditoria dos custos médicos da e realização de triagem dos casos, é possível identificar as ocorrências verdadeiras e que realmente precisavam de orientação médica, e separar de ‘fraudes’.

Sobre a Safe Care

Fundada em 2007, a Safe Care é especialista em gestão integrada e auditoria do benefício saúde. A empresa investiu mais de R$ 2 milhões na plataforma exclusiva Facility Safe, um software de gestão estratégica de saúde que permite detectar falhas, cumprir metas para alcançar a redução de custos, garantir o bem-estar dos beneficiários, além de proporcionar ao RH a otimização de todos os seus processos.