Evento apresentará novos dados e estratégias para diabetes no país

Por Redação Saiba Já News
Evento apresentará novos dados e estratégias para diabetes no país

Diabetes é uma das prioridades do Fórum Intersetorial para Combate às Doenças Crônicas Não Transmissíves no Brasil (FórumDCNTs). De acordo com o T1D Index lançado em 2022, pessoas com diabetes tipo 1 no Brasil perdem, em média, 32 anos de vida saudável, além de viverem aproximadamente 25,4 anos a menos do que uma pessoa sem diabetes.

A partir dos diversos debates e com a proximidade do Dia Nacional do Diabetes (26 de junho), no dia 19 de junho, às 16 horas, o FórumDCNTs realiza o evento online “Diabetes no Brasil: Desafios e Estratégias Para Mudar o Cenário”, com objetivo de compreender as lacunas, prioridades e melhores estratégias para prevenção, diagnóstico e tratamento de qualidade do diabetes no Brasil, na visão do usuário, do profissional de saúde e do gestor. Durante o evento, serão identificados pontos de maior potencial para melhorar os desfechos do diabetes no Brasil e ainda lançar novos dados do T1D Index, desta vez com dados específicos para cada estado brasileiro. O evento permitirá a ampla interação de todos aqueles que estiverem assistindo, permitindo engajar as principais instituições dos diferentes setores e líderes para compromisso nacional de ações que melhorem efetivamente esse cenário.

Entre os palestrantes confirmados estão o Dr. Nésio Fernandes, Secretário de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, Dr. Andrey Roosewelt, Diretor do Departamento de Promoção da Saúde da Secretaria de Atenção Primária à Saúde (SAPS) do Ministério da Saúde, Tom Robinson, vice-presidente global da JDRF International, Dra. Karla Melo, Coordenadora do Departamento de Saúde Pública da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), e Sheila Vasconcellos, jornalista na Associação de Diabetes do Rio de Janeiro (ADILA).

No Brasil, há 15,7 milhões de pessoas, entre 20 e 79 anos, com diabetes, sendo a sexta nação em prevalência da condição no mundo, de acordo com dados do Atlas do Diabetes, da Federação Internacional de Diabetes (IDF). De acordo com IDF, 62% de todos os novos casos mundiais de diabetes tipo 1 acometeram pessoas de 20 anos ou mais. O T1D Index aponta que a quantidade de pessoas com a condição tipo 1 no planeta pode quase dobrar até 2040, passando de 8,8 milhões para 17,4 milhões.

O Dr. Mark Barone, Coordenador Geral do FórumDCNTs que conduzirá a moderação do evento, enfatiza que “o T1D Index apresenta dados alarmantes, aos quais nunca tivemos acesso, e nos obriga a agir prontamente”. Como exemplo, lembra que haveria hoje 840 mil pessoas com diabetes tipo 1 no país, se 235 mil delas não tivessem morrido prematuramente. E finaliza apontando ser fundamental enfrentar essa situação para atingir a meta 3.4 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, de redução em 1/3 das mortes prematuras por doenças crônicas não transmissíveis até 2030, com a qual o país está comprometido.

Mais informações disponíveis em www.forumdcnts.org/post/evento-diabetes-2023