Soluções de tecnologia são aliadas ao cumprimento da LGPD

Por Redação Saiba Já News
Soluções de tecnologia são aliadas ao cumprimento da LGPD

Quando se trata das informações de clientes, há alguns cuidados que se fazem necessários, especialmente porque as empresas precisam cumprir as exigências da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). E sendo assim, a tecnologia pode ser uma grande aliada nesse processo.

Segundo relatório do Notas do IT Chronicles, são gerados cerca de 2 quintilhões de bytes de dados todos os dias em todos os setores de empresas. Esses dados valerão cerca de US $ 77 bilhões em 2023. Até 2025, especialistas indicam que mais de 463 exabytes de dados serão criados a cada dia.

No mercado competitivo, em busca de uma fatia de mercado, as empresas procuram se reinventar e, cada vez mais, entender o que o consumidor deseja, assim como, seu comportamento de compra, para poder gerar mais valor e ganhar vantagem competitiva. Portanto, fazer a análise de dados dos clientes é uma estratégica muito importante.

O Relatório de 2020 da MicroStrategy indica que cerca de 94% das empresas acreditam que dados e análises serão essenciais para o crescimento do seu negócio e transformação digital. Contudo, apenas 26%, afirmam ter alcançado uma cultura orientada a dados, apesar dessa enorme quantidade de criação de dados.

Aliado a esses fatos, a importância da segurança da informação e a proteção de dados dos clientes tornou-se ainda mais importante e a tecnologia pode ajudar muito neste processo com a utilização de softwares de gestão ERP.

Com a LGPD em vigor, o software ERP auxilia no cumprimento das regras, pois é responsável por integrar e centralizar todos os dados da empresa que precisam estar adequados às normas e a segurança das operações devem estar em concomitância com a automação de processos. 

Para evitar problemas legais, as empresas precisam cumprir as regras determinadas referentes ao tratamento de dados pessoais de clientes que visam garantir a sua proteção. De acordo com Ricardo Nunes, CEO da TRIYO Tecnologia, o sistema ERP pode ajudar nesse processo centralizando as informações em um único lugar e também, pode ser integrado a outros softwares de gerenciamento de acesso aos usuários controlando os níveis de permissão de cada usuário ao sistema de uma empresa.

Possuir um bom software ERP configurado para atender às demandas das empresas, ainda auxilia no cumprimento da LGPD em várias frentes, como:

  1. Gerenciamento de dados pessoais: os softwares de ERP podem ser configurados para armazenar e gerenciar adequadamente os dados pessoais dos clientes, funcionários e parceiros de negócios e oferecer recursos para categorizar os tipos de dados pessoais coletados, definir os prazos de retenção e implementar medidas de segurança apropriadas para proteger esses dados.

  1. Consentimento e preferências: os softwares de ERP incluem recursos que permitem às organizações obter consentimento dos indivíduos para coletar, armazenar e processar seus dados pessoais, além disso, podem permitir que os usuários gerenciem suas preferências de privacidade e escolham quais informações desejam compartilhar.

  1. Acesso e transparência: os softwares de ERP podem fornecer recursos para rastrear e registrar o acesso aos dados pessoais, garantindo que apenas pessoas autorizadas tenham permissão para acessá-los. Além disso, eles podem permitir que os usuários visualizem e solicitem uma cópia de seus dados pessoais, conforme exigido pela LGPD.

  1. Anonimização e exclusão de dados: os softwares de ERP podem oferecer recursos para anonimizar ou pseudonimizar os dados pessoais, a fim de proteger a identidade dos indivíduos. Eles também podem ajudar as organizações a cumprir solicitações de exclusão de dados, removendo informações pessoais quando necessário.

  1. Auditoria e conformidade: os softwares de ERP geram relatórios e registros de atividades relacionadas aos dados pessoais, facilitando a auditoria interna e a demonstração de conformidade com a LGPD. Esses recursos permitem que as organizações identifiquem e resolvam rapidamente quaisquer violações ou incidentes de segurança de dados.

Segundo Ricardo Nunes, CEO da TRIYO Tecnologia, é importante ressaltar que o cumprimento da LGPD não depende exclusivamente de um software de ERP. Ele é um componente importante, mas as organizações também devem adotar políticas e procedimentos internos adequados, além de fornecer treinamento adequado aos funcionários para garantir a conformidade com a legislação de proteção de dados. Além disso, contar com uma consultoria especializada em sistemas de gestão ERP irá ajudar muito no processo de adequação do sistema à cada particularidade da empresa e proporcionar melhor desempenho da infraestrutura tecnológica a favor do crescimento do negócio.