Comércio de artesanato é impulsionado pelo marketing digital

Por Redação Saiba Já News
Comércio de artesanato é impulsionado pelo marketing digital

Nos últimos anos, o marketing digital tem se tornado cada vez mais presente no mundo dos negócios. Isso se deve, em grande parte, ao fato de que cada vez mais pessoas estão conectadas à internet, possibilitando assim, mais oportunidades de mercado no mundo digital. Segundo a pesquisa “TIC Domicílios 2020”, entre 2020 e 2021 o uso da internet no Brasil chegou a 152 milhões de pessoas, representando 81% da população no país.

O marketing digital é definido pela empresa RockContent como “a promoção de produtos ou marcas por meio de mídias digitais”. Ele é uma das principais maneiras que as empresas têm para se comunicar com o público de forma direta, personalizada e no momento certo. O marketing digital pode ser aplicado para promoção e divulgação de diversos tipos de serviços e produtos industrializados na internet, e com o mercado de arte e artesanato não é diferente.

O artesanato é uma atividade que envolve a produção de objetos únicos e personalizados, geralmente feitos à mão, e embora se trate de uma atividade que remeta a técnicas manuais e realizadas em um ambiente doméstico, é possível aplicar técnicas modernas para alavancar as vendas desses produtos. 

“É importante que o marketing digital utilizado para promoção das peças artesanais seja feito sempre valorizando suas principais características, como: história, matérias-primas, inspirações, significados, qualidade e autenticidade de cada peça”, diz Angélica Bandeira, Gestora de Tráfego Pago e CEO da ABC – Agência de Marketing Digital em Belo Horizonte.

Segundo o artigo do Itforum, um levantamento feito pelo marketplace Elo7 mostrou que 62% dos artesãos cadastrados na plataforma vendem exclusivamente online. Além da divulgação dos produtos artesanais em marketplaces, sites e redes sociais, uma estratégia que tem sido muito utilizada pelos artesãos é a produção e postagem de vídeos explicativos sobre a confecção de seus produtos. “Essa iniciativa gera um vínculo afetivo, uma relação de confiança entre a marca e o cliente, além de despertar o interesse de pessoas que querem aprender a fazer o produto ou que simplesmente valorizam o trabalho manual”, reforça Angélica Bandeira.

O Artesão Adriaan Zanetti, produtor de Orgonites, diz que hoje 100% de seus rendimentos vem através da internet. “Através das campanhas de tráfego pago consigo apresentar minhas pirâmides Orgonites, colar Orgonites e demais produtos para um público-alvo mais seleto, investindo pouco, e obtendo assim vendas em todo o país”, diz Adriaan.

Além de comercializar Orgonites, Adriaan Zanetti ministra seu Curso de Orgonites, onde ensina pessoas do Brasil e do mundo a trabalhar e a viver como ele, de arte e artesanato.