Putin confirma; primeiras bombas nucleares já estão posicionadas na Bielo-Rússia

Por Repórter Jota Silva

A Rússia já posicionou um primeiro lote de ogivas nucleares táticas (bombas nucleares) na Bielo-Rússia, diz Vladimir Putin.

Entretanto, o presidente da Rússia disse em um fórum que as bombas nucleares só seriam usados ​​se o território ou estado da Rússia fosse ameaçado.

O governo dos EUA diz que não há indicação de que o Kremlin planeja usar armas nucleares para atacar a Ucrânia.

“Não vemos nenhuma indicação de que a Rússia esteja se preparando para usar uma arma nuclear”, disse o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, após os comentários de Putin.

A Bielo-Rússia é um importante aliado da Rússia e serviu como plataforma de lançamento para a invasão em grande escala da Ucrânia por Putin em fevereiro do ano passado.

Putin disse que a transferência das ogivas nucleares táticas seria concluída até o final do verão.

Respondendo a perguntas após um discurso no Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo, o presidente da Rússia disse que a medida era sobre “contenção” e para lembrar a todos “que pensam em nos infligir uma derrota estratégica”.

Assim também, questionado pelo moderador do fórum sobre a possibilidade de usar essas armas, ele respondeu: “Por que devemos ameaçar o mundo inteiro? Já disse que o uso de medidas extremas é possível caso haja perigo para o Estado russo”.

As armas nucleares táticas são pequenas ogivas nucleares e sistemas de lançamento destinados ao uso no campo de batalha ou para um ataque limitado. Eles são projetados para destruir alvos inimigos em uma área específica sem causar precipitação radioativa generalizada.

As menores armas nucleares táticas podem ter um quiloton ou menos (produzindo o equivalente a mil toneladas do explosivo TNT). Os maiores podem chegar a 100 quilotons. Em comparação, a bomba atômica que os EUA lançaram sobre Hiroshima em 1945 tinha 15 quilotons.