Maria Victoria apresenta legislação do Hidrogênio Renovável no World Family Summit 2023

Por Repórter Jota Silva
World Family Summit 2023

A deputada Maria Victoria (PP) participou do World Family Summit 2023 realizada pela Organização Mundial da Família (OMF), nesta semana em Balneário Camboriú. A convite da presidente da Organização, dra Deise Kusztra, a parlamentar detalhou os avanços na legislação e no ambiente político para o desenvolvimento do setor de energias renováveis no Paraná.

Em uma apresentação on-line a deputada expôs ações relacionadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 6 (Água Potável e Saneamento) e 7 (Energia Limpa e Acessível).

Maria Victoria explicou o processo de elaboração da lei que estabeleceu a Política Estadual do Hidrogênio Renovável (H2) e os reflexos planejados para a economia paranaense. “Hoje o Paraná está pronto para receber investimentos que geram empregos, renda e mudem o perfil econômico-energético do Estado”, disse.

A Cúpula é organizada pela OMF em parceria com a UNITAR (Instituto das Nações Unidas para a Formação e Pesquisa) para debater e trocar experiências sobre ações e políticas públicas de implementação das ODS e da Agenda 2030 da ONU. O evento reúne lideranças de diversos países. 

H2

Maria Victoria reforçou que a União Europeia anunciou a previsão de investir R$ 10,5 bilhões no Brasil em hidrogênio renovável. A deputada pontuou que há um ambiente político e social estável e social no Paraná para a implementação de projetos inovadores. “A lei foi construída com o apoio de pesquisadores, universidades, setor produtivo, Governo do Estado e deputados estaduais. O Paraná sai na frente”.

O Governo do Estado também criou o Programa de Energia Verde no Estado; desonerou os tributos da cadeia produtiva do insumo; criou linhas de crédito para fomentar investimentos e o Descomplica H2R, que estabelece critérios para licenciamento ambiental do combustível.

“E implantamos uma Frente Parlamentar do Hidrogênio Renovável na Assembleia para reunir os deputados e auxiliar na consolidação desse ambiente favorável para negócios”, acrescentou Maria Victoria.

Potencial

Além da legislação, recém sancionada pelo governador Ratinho Júnior, a deputada Maria Victoria citou diferenciais competitivos do Paraná para atrair investimentos como o fato de ser a 4ª maior economia do país, o 2º maior produtor de grãos, liderar o ranking de Inovação e Sustentabilidade e ter mais de 90 % da matriz energética proveniente de energias renováveis.

“Não vamos nos limitar à produção de energia e combustíveis, o hidrogênio renovável é uma potencial matéria-prima para produzir fertilizantes, que são tão necessários para o agronegócio”.

Saneamento

A parlamentar também detalhou um projeto em andamento na cidade de Sarandi, na região Noroeste, para ampliar o atendimento da rede de saneamento do município.

“Há alguns anos, Sarandi possuía apenas 7% da população atendida com rede de esgoto e água. Com um esforço dos poderes públicos, investimentos federais e estaduais, a cidade chegará ao ano que vem com 100 % de cobertura. É um marco, investir em saneamento é investir em saúde”, frisou.